GOOGLE INTRODUZ NOVAS POLÍTICAS DE SEGURANÇA NA PLAY STORE

Google está dando um passo importante em direção à segurança mais confiável na sua loja móvel, a gigante da internet introduziu novas políticas de segurança.
Não é novidade para niguém, nós todos sabemos que a imagem do Android é muito prejudicada por causa da quantidade de arquivos maliciosos, pirataria e coisas do genero, sabemos que a Google Play Store é sempre alvo de softwares maliciosos que se escondem por trás de jogos ou apps para espalhar vírus ou reconher dados. De tempos em tempos vemos o anúncio que um app ou jogo foi retirado da loja porque estava contaminado, isso já é quase que esperado, mas o Google necessita eliminar isso, assim, o que poderia ser um mercado aberto para desenvolvedores e usuários, por vezes, se torna um pesadelo.


Muitas vezes o antivírus utilizado no Smartphone não funciona como deveria e, por esta razão, o Google muda a política de segurança da Play Store especificamente para desenvolvedores com o objetivo de proporcionar um mercado seguro para os usuários Android e conter essa ameaça cada vez mais presente na plataforma.

Novas políticas de segurança na Google Play Store


Na semana passada, a empresa de segurança cibernética Trustware anunciou que havia burlado o software de vigilância da loja de apps do Google chamado Bouncer e, talvez por este motivo a empresa tenha criado novas regras de segurança para a Google Play Store. Entre todas as novas regulamentações, aqui seguem dois quesitos super relevantes:

  • Limite de utilização dos nomes ou ícones que se confundam com os aplicativos existentes com o objetivo de confundir os usuários.
  • Fornecer mais detalhes sobre os aplicativos considerados perigosos e que não são permitidos na Google Play Store. Por exemplo, os aplicativos que divulgam as informações pessoais sem o consentimento do usuário.

Além disso os desenvolvedores receberam um e-mail do Google sobre as mudanças. Eis o que diz a nova política sobre apps enganosos:

Não finja ser outra pessoa, e não diga que seu app é autorizado ou produzido por outra empresa ou organização se este não for o caso… Apps não devem ter nomes ou ícones que, podendo causar confusão, sejam semelhantes a produtos existentes ou a apps fornecidos com o dispositivo (como Câmera, Galeria ou Mensagens).

Com isso, a nova política estabelece que a descrição de produtos não deve ser enganosa, nem cheia de palavras-chave para deixar o app artificialmente mais visível no Google Play.

 E quanto a propagandas invasivas, o Google também tem algo a dizer:

Deve ficar claro para o usuário a qual app está associada ou implementada a propaganda. Ela não pode mudar o funcionamento do dispositivo fora da propaganda em si: nem instalar atalhos, favoritos ou ícones, nem mudar configurações padrão sem o conhecimento e consentimento do usuário.

No Google Play, dos apps com propaganda, 15% colocam anúncios na barra de notificações e 11% colocam ícones de propaganda na tela inicial, segundo a AppBrain.

Você pode ler todos os termos e condições da Google Play Store no seguinte link: Termos e Condições Google Play Store.

Todas estas mudanças são dirigidas principalmente a desenvolvedores para que eles também possam proteger o próprio trabalho. E esperamos que isso realmente dê um upgrade no que se diz respeito a segurança no Android e padronização de conteúdo e anúncios nos apps em geral e na loja como um todo. É esperarmos para ver.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ATUALIZAÇÃO PARA WHATSAPP PARA ANDROID DISPONÍVEL NA GOOGLE PLAY

O QUE É AOSP, CYANOGENMOD E AOKP?

[ATUALIZADO] QUER VOLTAR PARA A ROM ORIGINAL? NÓS TEMOS A SOLUÇÃO!!!